Resenha: Réquiem - Lauren Oliver

sexta-feira, julho 11, 2014

Réquiem - Lauren Oliver




Sinopse: No desfecho da trilogia em que o amor é considerado uma doença, Lena é um importante membro da resistência contra o governo. Transformada pelas experiências que viveu, está no centro da guerra que logo eclodirá. Depois de resgatar Julian de sua sentença de morte, Lena e seus amigos voltam para a Selva, cada vez mais perigosa. Enquanto isso, Hana, sua melhor amiga de infância, foi curada. Ela leva uma vida segura e sem amor junto ao noivo, o futuro prefeito. Às vésperas do casamento e da eleição - cujo resultado pode dificultar ainda mais a vida dos Inválidos -, Hana se questiona se a intervenção realmente tem efeito. Vivendo em um mundo dividido, Lena e Hana narram suas histórias em capítulos alternados. O que elas não sabem é que, em lados opostos da guerra, suas jornadas estão prestes a se reencontrar.

Terceiro e último livro da saga Delírio, de Lauren Oliver, Réquiem finalmente vai nos revelar o que acontece com Lena e Hana. Depois de grandes descobertas no segundo livro, a gente fica enlouquecida pra ler o último.

Cada capítulo é alternado, ora se passando na mente de Lena, ora se passando na de Hana. A gente fica com aquela aflição que todo último livro de distopia dá: a guerra iminente, o medo de personagens secundários morrer, se o personagem principal vai ficar com o cara certo, etc. Na maior parte do livro, Lena fica na Selva, tentando sobreviver. E enquanto isso, Hana vai percebendo que talvez não tenha se curado, pois então por que fica tendo pesadelos e se sentindo... estranha?

Achei muito legal da parte da Lauren colocar o ponto de vista da Hana, alguém que está dentro da cidade e sabe como está sendo viver após a grande rebelião. É interessante poder observar os dois pontos de vista. 
A Lauren escreve muito bem, sou apaixonada pelos livros dela desde que li o primeiro, Delírio. Inclusive ela cedeu uma entrevista super legal aqui para o blog, se você ainda não conferiu, confira

Eu estava tão animada para descobrir o final do livro que acabei elevando minhas expectativas e, talvez, por isso, tenha me desapontado um pouco. Achei que ficou apressado, sabem? Não é um fim com as respostas mastigadas pra gente, e algumas questões ficam em aberto para o leitor digerir e imaginar. Esse é o único ponto ruim do livro: você se prepara para a grande batalha, mas não chega a descobrir se tudo deu certo 100%. Fora isso, só tenho elogios. A história prende o leitor, Lena e Hana são cativantes e no livro há muitos segredos revelados. 

Quem acompanhou a saga até o fim teve essa mesma impressão?

Nos encontre nas redes sociais:


Leia também

4 comentários

  1. Ainda não li a série toda (aliás, acho que até hoje nunca li uma série inteira); gostei da sua resenha. A história parece bem interessante.
    Sorteio do livro "Fahrenheit 451" no blog, participe: petalasdeliberdade.blogspot.com .

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia essa série, mas fui pesquisar e vi que virou série, né? Quero muito ler o primeiro!

    ResponderExcluir
  3. ja li o primeiro e segundo, adorei muito!! minha expectativas estao altas tambem, sera que nao vou gostar? agora fiquei mais curiosa monique!!
    beijo

    ResponderExcluir
  4. Oi Monique, só preciso ler Réquiem para finalizar a leitura da série *-* estou morrendo de curiosidade para saber o que acontece com a Lena e demais personagens.
    E obrigada pela visita no meu blog ;)
    Beijinhos,
    Andréia - StarBooks

    ResponderExcluir