Resenha: Proibido - Tabitha Suzuma

by - domingo, setembro 20, 2015




Sinopse: Ela é doce, sensível e extremamente sofrida: tem dezesseis anos, mas a maturidade de uma mulher marcada pelas provações e privações da pobreza, o pulso forte e a têmpera de quem cria os irmãos menores como filhos há anos, e só uma pessoa conhece a mágoa e a abnegação que se escondem por trás de seus tristes olhos azuis. Ele é brilhante, generoso e altamente responsável: tem dezessete anos, mas a fibra e o senso de dever de um pai de família, lutando contra tudo e contra todos para mantê-la unida, e só uma pessoa conhece a grandeza e a força de caráter que se escondem por trás daqueles intensos olhos verdes. Eles são irmão e irmã. Com extrema sutileza psicológica e sensibilidade poética, cenas de inesquecível beleza visual e diálogos de porte dramatúrgico, Suzuma tece uma tapeçaria visceralmente humana, fazendo pouco a pouco aflorar dos fios simples do quotidiano um assombroso mito eterno em toda a sua riqueza, mistério e profundidade.



Proibido, de Tabitha Suzuma, foi lançado em agosto de 2014. Eu já tinha visto a capa do livro, mas nunca procurei saber mais sobre ele. Mês passado recebemos da Editora Valentina, parceira aqui do blog, para resenharmos, e devo dizer que a leitura foi uma surpresa do começo ao fim.

O livro conta a história de uma família muito, muito problemática, com foco nos dois irmãos, Lochan e Maya. A mãe deles é alcoólatra, nunca está em casa e não se importa nem um pouco com os filhos. Além de Lochan e Maya, ela possui mais 3 filhos. O pai deles foi embora e também não está nem aí para a família que deixou para trás. 

Todos os irmãos dependem de Maya e Lochan para viver. Eles fazem a janta, dão banho, colocam para dormir, educam... Tudo como se fossem os verdadeiros pais. No meio de tudo isso, tentam fingir para o mundo que está tudo bem, para não correrem o risco de o conselho tutelar separar e acabar com a família. 

Lochan simplesmente não fala. Ele tem algum tipo de fobia que o impede de socializar; até mesmo responder uma pergunta de um professor o faz querer morrer. Em contrapartida, é muito inteligente e está prestes a entrar em uma universidade, o que aterroriza Maya completamente.

Maya é bonita, faz sucesso entre os garotos e sente muito medo de perder Lochan, pois sabe que sua vida, que já é difícil, ficará um verdadeiro inferno se ele partir. Como ela irá cuidar de 3 crianças sozinha? 

Tudo isso colocado, vocês começam a entender a necessidade de proximidade entre Lochan e Maya. No mundo todo, eles acreditam ser os únicos a entenderem um ao outro. Eles começam a se aproximar cada vez mais, com Maya indo dormir na cama dele algumas vezes e Lochan reparando como a irmã é bonita. Mas o sentimento só explode quando Maya sai com um garoto e não consegue beijá-lo porque pensa que o irmão é a única pessoa que gostaria de beijar. Enquanto isso, Lochan está surtando em casa, imaginando cenas entre Maya e o garoto. Após uma terrível briga, o romance entre os dois começa.

Não vou negar. Passei a leitura inteira pensando "meu Deus, isso é muito, muito estranho", porque segundo os padrões da nossa sociedade, uma paixão entre irmãos é algo completamente errado. Mas isso é posto em questão na leitura; várias vezes Maya questionava: se não estamos causando mal a ninguém, só nos amando, então como isso pode ser errado? E realmente, o leitor fica pensando, tentando quebrar padrões e até mesmo aceitar o que está acontecendo entre os dois. Parece que a luta de aceitação acontece não somente com os personagens, mas com a gente também. 

Durante toda a leitura eu ficava imaginando: senhor, como isso vai terminar? Tinha duas hipóteses que eu considerava, e nenhuma delas aconteceu. O final é chocante, devastador. Precisei de dias e dias para digerir a leitura. Tem livros que são simplesmente assim, não é mesmo? Você lê o que aconteceu, volta algumas páginas para ver se não entendeu errado e o choque permanece. Aliás, tão grande o choque que eu soltei um grito na clínica onde estava. A Mônica me olhou e riu, mas até agora (semanas depois de ler) a ficha não caiu.

Do começo ao fim, o livro é muito bem construído. Tem toda uma problematização que leva à paixão nada comum entre Maya e Lochan. Os personagens secundários também agradam, menos a mãe deles, que só me fez sentir raiva e raiva. Como uma mulher com 5 filhos pode ser tão estúpida e desnaturada?

Acho que todos devem ler pelo menos uma vez na vida livros difíceis de se digerir, como Menina Morta Viva, Quarto, Garotas de Vidro, Roubada e, é claro, Proibido.

Nos encontre nas redes sociais:
         Facebook Twitter - Instagram 



You May Also Like

13 comentários

  1. Adorei a sua resenha, monique, foi um dos melhores livros que já li.
    Beijão
    Marcia

    ResponderExcluir
  2. Nossa, parece ser muito bom! E esses temas polêmicos tão e alta hoje, ainda mais pra quem curte Game of Thrones haha
    Vou por o livro na minha lista de "a ler"

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim, Tiago, você vai estranhar o romance entre irmãos na leitura toda, mas o final te conquista e surpreende haha!

      Excluir
  3. Olá, Monique.
    Eu já tinha visto esse livro por ai. Tenho muita vontade de ler por ser um livro diferente, com um tema bem polemico. E agora lendo sua resenha fiquei curiosa para saber como termina hehe. Assim que der eu vou ler ele. Parabéns pela resenha.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sil, leia o quanto antes, esse é um daqueles pra ler e ficar pensando durante dias!

      Excluir
  4. Esse livro já foi escolhido para o clube do livro que eu participo. Eu só li o começo e tive de dar uma parada porque não conseguia prosseguir com a leitura.
    Eu retomei ela recentemente e já estou na metade do livro. Eu estou sofrendo muito com Maya e Lochan.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luiza, não tem como não sofrer, né? Depois volta aqui e me conta o que achou do final. Beijos!

      Excluir
  5. O livro deve ser ótimo resenha maravilhosa
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=EgeQXJjUpSQ
    Blog:http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Respostas
    1. Dani, não precisa ter medo hahaa, você vai se surpreender!

      Excluir
  7. Não conhecia esse livro, parece bacana de ler.
    Obrigada pela visita, sejam bem-vindas
    Big Beijos
    Lulu on the Sky

    ResponderExcluir
  8. Que tema interessante, fiquei curiosa para saber o final rs Parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir